Pular para o conteúdo

Será que o marketing tradicional morreu?

Nossa resposta logo de cara seria: de jeito nenhum! Mas fato é que muitos profissionais de marketing digital defendem veementemente que o Inbound Marketing – Marketing de Atração – é melhor do que o Outbound – marketing tradicional. Alguns fãs mais ardorosos dizem ainda que o marketing tradicional é para quem tem bolsos grandes e o Inbound para quem tem um cérebro desenvolvido. Mas afinal, você conhece as diferenças entre eles e sabe quando deve usar um ou outro?

É fato que mais de 80% das pessoas com acesso à web procuram todo tipo de informação online antes de decidir sua compra. Isso é uma verdade até nas empresas B2B, onde gestores buscam manter-se informados para tomar suas decisões.

Variáveis como a escassez de tempo e os custos de locomoção fazem da web uma poderosa e conveniente fonte de informação. A facilidade com que os clientes criam filtros também gera desafios à publicidade convencional. O fato é que fica cada vez mais difícil atrair a atenção do cliente, pois atualmente é preciso conquistá-la.

Siga algumas dicas para ajudá-lo a decidir quando utilizar cada um dos tipos de marketing:

1. Defina sua estratégia e público alvo (buyer personas) e lembre-se, ambos os métodos são ferramentas de comunicação para executar seus planos, ou seja, atingir seu cliente e posicionar sua marca.

2. Reavalie os resultados com propaganda tradicional (até online) e eventos, e veja o que realmente funciona. Migre o orçamento do que não funcionou para sua estratégia de Marketing de Atração.

3. Em um país dominado pela TV a propaganda ainda tem sua eficiência. No entanto, este cenário está mudando em decorrência do crescimento da web. Agora, o consumidor tem o poder e um megafone virtual em suas mãos.

4. Criar conteúdo é a chave. Mas, antes, entenda o que tira o sono de seus clientes e detalhe o ciclo de vendas de seu negócio. Com essas informações nas mãos, gere conteúdo para cada uma dessas etapas.

5. Personalize suas páginas nas redes sociais com a mesma identidade visual usada para as ações offline. E lembre-se, é essencial integrar as duas.

6. Utilize eventos para construir relacionamentos “reais” com seus clientes e aumentar a experiência que eles têm com seus produtos. As informações sobre estes serão buscadas online. Seu estande deve complementar as experiências e informações fornecidas online.

7. Se você ainda não tem uma estratégia de marketing de atração, comece a criar uma. Desta forma, se algum cliente irritado falar mal de sua marca você poderá resolver o problema antes que se torne viral.

8. Se seu orçamento é mais limitado, invista na web e no Marketing de Atração. Com o custo de um estande, você poderá fazer projetos que colocarão sua marca em destaque na web o ano todo.

Então, qual o melhor?

Finalmente, respondendo a dúvida apresentada no início deste artigo: o melhor é criar uma estratégia que agrupe os dois conceitos, utilizando as vantagens e os pontos fortes de cada um deles. Fique atento, pois o cliente está cada vez interessado no mundo online. O desafio então é ganhar – e não comprar – a atenção do cliente.

Leia mais:

Diferença entre Inbound e Outbound Marketing

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Posts recentes

Categorias

Tags

Entre em contato

    Conecte-se

    Assine a nossa newsletter

    Assine a nossa newsletter e fique por dentro do mundo do marketing digital

      Nascida no Rio de Janeiro, somos uma empresa especializada em vendas pela internet e um dos nossos principais pilares é a humanização das relações com os clientes.

      Onde estamos:
      Av. das Américas, 500 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-904.