Descubra o poder e os principais pilares de uma estratégia poderosa: o marketing emocional!

Comerciais que te emocionam, posts que geram identificação e ações de marketing voltadas para a humanização são alguns exemplos do nosso assunto de hoje: o marketing emocional. A forma como cada anúncio nos afeta de uma maneira diferente influencia diretamente na experiência de compra e no relacionamento do cliente com a marca. Quando os profissionais de marketing perceberam isso, se apropriaram desse recurso. Confira abaixo tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é marketing emocional?

Trata-se de uma estratégia de marketing que tem o apelo emocional como base para a atração de consumidores. Datas como Natal, Dia dos Namorados, Dia das Mães e dos Pais são excelentes exemplos de boas oportunidades para recorrer ao marketing emocional. 

Como o marketing emocional influencia as vendas

  • Anúncios emocionais aumentaram em 23% as vendas quando comparados a outros tipos de anúncios.

Quando os consumidores têm uma experiência emocional positiva com a marca, eles:

  • têm 8,4 vezes mais chances de confiar na empresa
  • são 7,1 vezes mais propensos a comprar novamente
  • 6,6 vezes mais propensos a perdoar um erro da empresa

Fonte: Nielsen

Motivados por dados como esses, os profissionais de marketing, cada vez mais, buscam desenvolver conteúdos que inspirem, entretenham, eduquem e envolvam as pessoas. Além disso, é através da conexão emocional que o relacionamento entre a marca e o cliente se fortalece e o público passa a enxergar a empresa de forma mais humana, não tão comercial. Essa conexão é determinada por sentimentos positivos como: 

  • Satisfação: agradar o cliente e ir além das expectativas.
  • Identidade: quando o cliente se enxerga na marca.
  • Melhoria: quando os produtos ou serviços da marca são capazes de criar no imaginário do cliente uma sensação de melhoria em suas vidas, independente do âmbito. Esse sentimento ainda fortalece a reputação da empresa.
  • Ritual: é quando a marca passa a fazer parte da rotina de seus clientes.
  • Nostalgia: quando a marca consegue resgatar boas lembranças e gerar uma conexão mais profunda.
  • Presença: se mostrar disponível para o cliente e com isso criar um relacionamento com o público.

Emoção X Preço

É preciso também fazer essa associação para que fique bem claro o poder do marketing emocional. Pense o seguinte: quando você está prestes a realizar uma compra por pura necessidade, você vai avaliar todas as condições, a concorrência e o custo benefício. Caso a emoção esteja no comando, essa análise será bem menos meticulosa.

Por isso, é fundamental caprichar na linguagem e nos elementos que vão despertar lembranças e sentimentos bons na mente do seu cliente pois é o inconsciente dele que o fará priorizar esses motivos mais do que o valor.

Os pilares do marketing emocional

Precisamos deixar bem claro que não existe uma fórmula única e perfeita na hora de criar uma campanha de marketing emocional. O que você irá desenvolver depende da sua marca e de como você se comunica com o seu cliente, porém existem três pilares que devem ser seguidos e adaptados ao universo da sua empresa. São eles:

Relevância

A melhor maneira de ser visto é se mostrar relevante para o seu público-alvo. Se a segmentação não estiver correta, de nada adianta uma linguagem perfeita porque a campanha não irá surtir o efeito desejado. Você precisa ser relevante para quem é relevante para a sua marca.

Autenticidade

Nada é pior do querer ser algo que não é. Para não soar falso na sua mensagem, lembre-se sempre dos valores e da missão da sua empresa. Essa lição vale pra tudo, hein!

Humanização

Você deve definir uma emoção específica que deseja causar. A partir daí, conte histórias, use o storytelling para construir a conexão aos poucos e inclua elementos que façam a experiência mais humana, que gerem identificação. 

As histórias que você irá contar despertam no seu público lembranças de sentimentos do que já foi vivido. Por fim, os clientes só conseguem se conectar emocionalmente de forma genuína com a presença da humanização.

Ficou claro para você o que é marketing emocional?

Esperamos que sim!

Para profissionalizar a comunicação da sua marca é só chamar a R&D!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *
Você pode usar as seguintes tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>