Pular para o conteúdo

Marketing ativista: quando defender causas gera mais valor

Diversas marcas escolheram causas para apoiar, mostrando que uma empresa ativista gera mais empatia com o consumidor

Certamente defender causas gera valor para as marcas. Afinal, não é à toa que muitas marcas começaram a fazer marketing ativista, abraçando a defesa de questões importantes para a sociedade como um todo. Adotar estratégias para abordar temas relevantes e presentes no cotidiano das pessoas é uma forma inteligente e audaciosa de impactar positivamente o público. Com isso, são conquistados uma identidade e um laço de afinidade com o consumidor.

Além disso, vale destacar que, para além da campanha, a marca precisa realmente se envolver com a causa que defende. Afinal, o ativismo não pode ser apenas uma “jogada de marketing”. Dessa forma, o efeito acabaria sendo o inverso, passando a imagem de um negócio que se preocupa apenas com o lucro.

Além de impactar um número enorme de pessoas – e potenciais consumidores – apostar em marketing ativista fideliza clientes e fortalece a imagem de uma empresa responsável e engajada na transformação do mundo em um lugar melhor. Afinal, quem não consegue se identificar com isso, não é mesmo?

A mudança começa onde o silêncio termina

A Avon lançou em 2016 a Campanha 21 dias de Ativismo com o slogan “A mudança começa onde o silêncio termina”. A campanha apoiava o fim da violência doméstica, em resposta a uma convocação da ONU para promover discussões sobre o assunto. Consequentemente, a empresa conseguiu atingir e sensibilizar o público falando de um tema tão importante. A ideia da campanha foi convocar as mulheres a discutirem e denunciarem as violências que sofrem. Em suma, a iniciativa contribuiu para o empoderamento e a superação da submissão e do medo existentes nesses casos.

Nós vemos igual

Outro excelente exemplo é a P&G, que em 2017 fez uma campanha batizada como #WeSeeEqual (vemos igual/nós vemos igual), lançada em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A ideia da campanha de marketing ativista era desconstruir a cultura machista em nossa sociedade.  Mostraram que homens e mulheres são iguais e, por isso, devem ser tratados da mesma forma. Frases como “abraços não se preocupam com quem os dá” e “famílias não se importam com quem as chefiam” evidenciaram a defesa pela igualdade e a importância da valorização da figura feminina.

https://youtu.be/g6E4pfAzUCE

Água: a nossa gestão dentro e fora dos muros

Sob o mesmo ponto de vista, a Cervejaria Ambev fez em 2016 uma campanha que exalta a importância da água. Eles mostram como a empresa cuida da água em todas as partes do processo, a partir da captação e preservação das bacias hidrográficas. Além disso, passou pelo consumo interno, até a devolução da água remanescente para a natureza.

E aí? Lembra de alguma campanha de marketing ativista que tenha te marcado? Conta pra gente!

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts recentes

Categorias

Tags

Entre em contato

    Conecte-se

    Assine a nossa newsletter

    Assine a nossa newsletter e fique por dentro do mundo do marketing digital

      Nascida no Rio de Janeiro, somos uma empresa especializada em vendas pela internet e um dos nossos principais pilares é a humanização das relações com os clientes.

      Onde estamos:
      Av. das Américas, 500 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-904.