Pular para o conteúdo

Como as criptomoedas podem impactar o Marketing Digital

As criptomoedas são apenas uma tendência do momento ou irão mudar o Marketing Digital para sempre?

Não se fala em outra coisa: os bitcoins são o assunto do momento. E tudo indica que as criptomoedas vieram para ficar e dar início a uma nova era no Marketing Digital. Afinal, elas tiveram um grande impacto em 2017 e uma disrupção ainda maior pode surgir em 2018.

O bitcoin começou em 2008, foi uma das primeiras criptomoedas e ganhou muita popularidade em 2017. Nesse ano, seu valor saiu de menos de 5 mil para até 60 mil reais no final do ano. O que muita gente não sabe é que, por trás da moeda, está a blockchain.  Este conceito é uma estrutura que garante transparência, confiabilidade e descentralização de dados pelo meio virtual.

Pode-se dizer que o bitcoin foi o primeiro experimento em moeda virtual que utiliza a blockchain como base. A estrutura é análoga a um balanço financeiro. Toda operação que adiciona, remove e transfere recursos é registrada e garante que nenhuma mudança possa ser feita no bloco sem que todos os outros integrantes concordem com a operação. A ideia é que, aliado à natureza descentralizada das blockchains, as possibilidades de uma fraude sejam reduzidas.

A blockchain resolve a necessidade de um mediador – uma vez que os maiores mediadores de compra e venda de mídia são o Google e o Facebook, e os dois cobram uma generosa porção do seu investimento – com uma estrutura que permite que os anunciantes se conectem diretamente com os provedores de tráfego. Além disso, é possível adicionar parâmetros na blockchain para registrar as características do usuário que clicou no seu anúncio.

Onde entra o Marketing Digital?

Algumas empresas já estão usando a blockchain como forma de resolver problemas na estratégia de Marketing Digital. Isso porque uma grande reclamação do mercado é a falta de transparência quanto à performance dos anúncios vendidos, uma vez que quem está publicando tem dificuldades em confirmar e auditar as estatísticas de performance das campanhas.

Pode até parecer, mas não é uma preocupação inválida. De acordo com o relatório anual de tráfego de bots divulgado pela Imperva Incapsula, quase 50% do tráfego gerado na internet são de bots, gerando um questionamento sobre a qualidade do tráfego comprado, já que bots não viram clientes. Com o uso da blockchain e contratos inteligentes, todo esse tráfego pode ser registrado dentro dos blocos, dando a possibilidade de terceiros auditarem e desenvolverem novos mecanismos para identificar esses bots.

Ainda não há como saber se essa tendência veio para ficar, ou qual será o futuro das criptomoedas. No entanto, tudo indica que essa tecnologia veio para conquistar o seu lugar e dar início não apenas a uma nova era no marketing digital, mas também em diversas outras áreas.

Compartilhe nas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts recentes

Categorias

Tags

Entre em contato

    Conecte-se

    Assine a nossa newsletter

    Assine a nossa newsletter e fique por dentro do mundo do marketing digital

      Nascida no Rio de Janeiro, somos uma empresa especializada em vendas pela internet e um dos nossos principais pilares é a humanização das relações com os clientes.

      Onde estamos:
      Av. das Américas, 500 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-904.