Neuromarketing: vendendo com a ajuda da ciência

União entre a ciência e o marketing, o neuromarketing explora os comportamentos do consumidor para influenciar suas decisões.

O que é neuromarketing?

Ferramenta bastante utilizada em campanhas publicitárias, o neuromarketing é a união da ciência e do marketing com o objetivo de criar uma experiência marcante para o público-alvo. Partindo desse princípio, as marcas buscam explorar os sentidos do corpo humano, a fim de gerar gatilhos comportamentais que influenciem nas decisões de compra.

Como posso explorar o neuromarketing?

Ao desenvolver um planejamento é essencial conhecer a sua audiência e saber sobre as suas preferências e comportamentos, para criar uma jornada de compra ideal e eficiente.

Para que a sua campanha traga resultados esperados, diversos gatilhos devem ser ativados. Por isso, listamos as técnicas mais utilizadas.

  • Psicologia das Cores.

As cores possuem grande influência em nosso cotidiano. Elas são capazes de gerar os sentimentos mais diversos e evocar desejos. O azul e verde, por exemplo, são bastante utilizados para gerar a sensação de calma, tranquilidade e confiança. 

Conhecer os efeitos específicos que cada cor proporciona é essencial na hora de criar a identidade visual da sua marca.

  • Experiência Olfativa.

Utilizadas especialmente nos pontos de venda físicos, as fragrâncias são peças-chave para criar uma experiência marcante. Os aromas têm o poder de reviver as lembranças mais distintas. Conseguimos lembrar de lugares marcantes da nossa infância, pessoas especiais e dar a sensação de um lugar de tranquilidade. 

O case mais marcante de marketing olfativo em pontos de venda é a Melissa. O cheirinho de chiclete é fácil de reconhecer de qualquer lugar e ajuda a localizar uma loja bem próxima.

  • Sensação de Escassez.

O Marketing de Escassez é uma técnica bastante perspicaz. Basicamente, ela atua no psicológico do consumidor acelerando a decisão de compra e é muito aplicada em campanhas de diversas formas.

A comercialização limitada de produtos, por exemplo, é bastante utilizada por marcas de roupas pelas sensações de pertencimento e privilégio que são proporcionadas. Então, além de aumentar o volume de vendas, você fideliza o seu público.

  • Storytelling.

O storytelling é responsável por comover e engajar o seu público e promove uma identificação entre marca e consumidor. Esta abordagem mais subjetiva e menos agressiva de apresentar produtos é importante para que o cliente crie laços afetivos com você.

Nesse sentido, “contar histórias” é essencial para a sua marca se conectar com o público-alvo. 

  • Ancoragem de preços.

O preço de todo produto é um fator crucial no processo de compra e, nesse momento, o cliente compara o seu produto com os concorrentes para descobrir a melhor oportunidade. Então, é necessário que haja uma proposta mais atraente. 

A ancoragem de preço é responsável por criar a sensação de preço mais justo, além da necessidade real do cliente. A estratégia “2 por 1” é a mais popular nesse quesito. Por mais que o consumidor não precise de duas unidades de um produto, ele acha uma boa oportunidade de compra.

Quando bem aplicado, o neuromarketing traz inúmeros benefícios para sua marca. Ele é responsável por aumentar o volume de vendas, melhorar a jornada de compra do consumidor e ainda permite que você tenha mais informações acerca da sua audiência e direcione produtos mais específicos.

A importância do ROI para o seu negócio

Retorno Sobre o Investimento, ou simplesmente ROI, é uma métrica utilizada para mensurar o resultado financeiro de um investimento. Ele indica ganhos e perdas da empresa ao investir dinheiro e tempo em certo projeto. O mesmo inclui todas as ações que visam lucro futuro, além de indicar os investimentos que valem mais a pena.

.

Como calcular

O cálculo do ROI é simples, mas exige precisão para evitar falhas. O custo de investimento inicial deve considerar todo valor gasto no projeto, desde a execução até o tempo gasto em funcionários. Além disso, é necessário incluir todos os valores, por menores que eles sejam, para que se chegue a um resultado exato.

A fórmula é simples. Veja:

Exemplo: imagine que o ganho da sua empresa tenha sido de 100 mil reais e o investimento inicial tenha sido de 10 mil. Utilizando a fórmula de ROI acima, temos:

  • ROI = (100.000 – 10.000) / 10.000
  • ROI = 9

Neste exemplo meramente ilustrativo, o Retorno Sobre o Investimento foi de 9 vezes o investimento inicial.

Vantagens de trabalhar com o ROI

A métrica é bastante utilizada em diversas áreas do mercado. Confira as vantagens:

  • Diminuir gastos
    O ROI mostra quais investimentos realmente valem a pena e quais estão sendo desnecessários e podem ser anulados da sua estratégia.
  • Mensuração de eficiência do projeto
    Quanto mais eficiente for o projeto, maior será, pois o custo será menor e o retorno maior. Dessa forma, a ferramenta é uma forma confiável de medir o desempenho do processo.
  • Alinhar estratégias
    Analisando o ROI, torna mais exata a sua estratégia e, assim, você terá o controle sobre o retorno das ações mais preciso.
  • Motivação interna
    Traçando metas alcançáveis, você consegue oferecer promoções e bônus aos colaboradores quando for atingido o resultado esperado. Essa é uma boa forma de motivar o time.
  • Potencialização de lucro
    Deixando de lado gastos desnecessários, otimizando ações e tendo uma equipe motivada, será possível fortalecer a empresa e o aumento dos lucros serão claramente perceptíveis.